Márcia Ganem

O trabalho de Márcia Ganem, incorpora elementos da cultura brasileira à moda, cruzando diversas texturas, trabalhando relevos e diversas modalidades artesanais, como a trama de nó em pedras, a renda nhandutí (de origem Guaraní) a renda de bilro, a renda Flor da maré (renda baiana, criada por Márcia Ganem e as Rendeiras de Saubara) e o macramê, utilizando como insumo, a fibra de poliamida.

Num contínuo processo de pesquisa, seu conceito de design é a fusão de técnicas tradicionais de manufatura com o uso de insumos inovadores, utilizando os parâmetros da metodologia Design Dialógico nas Tradições Artesanais, criada pela designer, que investe na relação entre estilistas e comunidades tradicionais, acreditando na dinamização dos mesmos e da própria sociedade, pela construção de moda, baseada no reconhecimento e inclusão de contextos culturais.

Conhecida pela sua iniciativa inovadora de unir joalheria e artesanato à alta costura, usando materiais sustentáveis, como a fibra de poliamida, patenteada pela sua marca, a estilista baiana, Márcia Ganem é presidente do Instituto de Design e Inovação – INDI, que busca criar sinergias entre designers e comunidades tradicionais, com sede no espaço multicultural Casa de Castro Alves, no bairro de Santo Antônio além do Carmo.

O INDI realiza também um programa de estímulo a intercâmbios entre designers do mundo e comunidades tradicionais da Bahia, com o objetivo de contribuir para o surgimento de negócios sustentáveis que favorecem a manutenção das tradições artesanais e a sustentabilidade de nossos artesãos.

Considerando ainda, a importância da inovação para permanência das tradições, a designer realiza um programa de pesquisa e geração de novas tipologias artesanais feitas em co-criação com as comunidades tradicionais, como a renda Flor da Maré, a renda Nira e outras proposições.

O Canto da Sereia

Microssérie com Isis Valverde | Rede Globo

 

Oh ! l’amour, toujours l’amour

Atelier no Centro Histórico de Salvador, Bahia, Brasil